Pessoas que gostam deste blog

Lição 5 - A Comunicação do Evangelho / Texto Áureo / Verdade Aplicada

Documento sem título
 

TEXTO ÁUREO: “Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede e não venha aqui tirá-la.”. Jo 4.15


VERDADE APLICADA: Pregar o Evangelho de forma clara e inteligente proporcionará melhores resultados para o Reino de Deus.

1. Comunicação pessoal 
- Jesus se dedicou mais a pregar, pois era excelente, que batizar (1 C 1.17). Jesus honrava seus discípulos, utilizando os para batizar. Isso nos traz uma lição: que os benefícios dos sacramentos não dependem da mão de quem os ministra.
- Jesus saiu da Judeia e se dirigiu para o norte da Galileia. Poderia escolher entre três caminhos para chegar a seu destino: (1) seguindo pela costa; (2) atravessando o Jordão e indo pela Peréia; ou (3) indo por Samaria...

1.1. Jesus iniciou o diálogo (Jo 4.7)
Jesus chegou à beira do poço aproximadamente ao meio-dia. Embora aquela não fosse hora usual para uma mulher ir ali, o próprio texto indica que somente uma mulher estava presente. Ordinariamente as mulheres vinham buscar água pela manhã ou à tardinha. O fato de que a mulher estava sozinha explica que por alguma razão ela viera àquela hora buscar água, em vez de vir usualmente como era o costume.
O poço que Jacó cavou, flui água em abundância pelos flancos da montanha, o poço possuía mais de trinta metros de fundura e dois metros e trinta centímetro de diâmetro, o lugar é rochoso e a água se infiltra através de suas paredes laterais, de tal maneira que é ao mesmo tempo uma fonte. Diferente da cisterna, que é usada para acumular água da chuva, que também não é aceita pelos judeus, por ser considerada impura por não a renovar a água.
O pedido de Jesus foi apenas uma forma de começar a conversa para falar da "água viva". Jesus não tinha uma conversa padronizada como a de um vendedor.
Com Nicodemos falou de um novo nascimento; com essa mulher falou da “água viva”.

1.3. Jesus expôs a realidade espiritual (Jo 4.14)
Jesus falava da água espiritual, mas ela entendeu em sentido literal. A mulher estava preocupada em saber como obter essa água, em vez de simplesmente pedir que Jesus lhe desse de beber.
Jesus indica que a água do poço de Jacó dava uma satisfação de breve duração. Não importa quais águas bebamos, teremos sede de novo.
Vamos parafrasear a resposta de Jesus "quem continuar a beber dessa água material (ou de qualquer coisa que o mundo tenha para oferecer) voltará a ter sede. Mas quem beber um gole da água que eu ofereço jamais terá sede outra vez" (Jo 4;13-14) As coisas desse mundo nunca satisfazem completamente.

2. Aprofundar a comunicação
A pessoa solitária, quase sempre, é sensível e desconfiada. Ao ler o dialogo entre Jesus e essa mulher, pode se observar como o crescimento da samaritana a respeito de Jesus vai crescendo até o ponto de reconhecer que ele é o Cristo. Sua experiência pode ser dividida em quatro estágios:
1°. Ele é um judeu; 2°. Maior do que Jacó; 3°. Um profeta e por fim, 4°. O Cristo.
A única maneira de preparar o solo do coração para a semente é ará-lo (quem põe a mão no arado não pode olhar para traz – falar um pouco do arado) com a convicção do pecador.
Por isso Jesus mandou chamar o marido. Ele a forçou a admitir seu pecado. Não é possível haver conversão enquanto a pessoa não estiver convencida de seu pecado.
- Depois da convicção e do arrependimento, é que a fé salvadora poderá agir.
Jesus havia despertado sua mente e suas emoções, mas também era preciso tocar na sua consciência e, para isso devemos tratar do pecado.
2.2. Adorar verdadeiramente (Jo 4.23)
É muito mais confortável discutir religião a encarar os próprios pecados. Mas Jesus confrontou-a mais uma vez a sua ignorância espiritual: Ela não sabia a quem adorar!
- Dizer que a adoração não se limitava mais ao templo dos judeus era uma declaração arrasadora.
O Evangelho de João revela claramente que existe:
- Um novo sacrifício (Jo1:29), João viu a Jesus que vinha para ele e disse: eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
- Um novo templo (Jo 2:19-21; 4:20-24) Jesus disse: Destruí este templo, e em três dias levantarei de novo.
- Um novo nascimento (Jo 3:1-7) Quem não nascer de novo não pode ver o reino de Deus.
- Uma nova água (Jo 4:11) Água viva.
- Jesus revela mais uma classe, que não era samaritano nem judeus, a dos verdadeiros adoradores, a Igreja do Senhor Jesus (4:24) Deus é Espirito e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
3. Resultados de uma boa comunicação
A mulher percebe que o diálogo chega ao fim. Porém, não está triste, ela não é mais a tristonha que veio ao poço com jarro de água, cheia de necessidade terrena. Está completamente convencida e isso tornou visível: Então a mulher deixou o seu cântaro, foi à cidade falar às pessoas.
É interessante observar, que os discípulos foram à vila para comprar alimento para si, e não evangelizaram ninguém; no final foi a mulher quem fez o trabalho deles!












Obrigado!
Volte Sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar! Volte sempre!