Pessoas que gostam deste blog

45 As palavras finais de Jesus acerca das parábolas, Mt 13.51,52

As palavras finais de Jesus acerca das parábolas, Mt 13.51,52

51 Entendestes todas estas coisas? Responderam-lhe: Sim!

Os discípulos entenderam o que essas parábolas do reino dos céus significavam. Tiveram
oportunidade de sentir e captar algo das verdades divinas. No povo de Israel, os escribas estavam
impedidos de compreender, porque não queriam dizer  sim para Jesus. Por isso não se encontravam
mais dentro do reino dos céus, mas já estavam fora. No cap. 23, Jesus expressa sua condenação dos
mestres do povo.

52 Então, lhes disse: Por isso, todo escriba versado no reino dos céus é semelhante a um pai de 
família que tira do seu depósito coisas novas e coisas velhas.


Se os discípulos entenderam corretamente o mestre, então também são os professores adequados.
Entenderam que devem ser colaboradores de Jesus. Desses escribas versados no reino dos céus
Jesus afirma em Mt 23.34: “Por isso eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas. A uns matareis
e crucificareis. A outros açoitareis nas vossas sinagogas e perseguireis de cidade em cidade.” Jesus
expõe perante os discípulos toda a responsabilidade deles quanto à verdade recebida. Eles receberam
formação para serem os verdadeiros escribas, instruídos para o reino dos céus. Devem, portanto,
levar adiante a feliz notícia de Jesus. Desse modo os discípulos obtêm o nome de mestres
reconhecidos, a eles é confiado o magistério  autorizado, pois são professores dispostos a se deixarem
instruir do alto. Como não conseguem alcançar ou ultrapassar o seu Mestre, eles permanecem alunos
dele, os quais, porém, não querem reter nada para si.
O dono da casa usa o tesouro para comunicar a outros a sua existência. Com o uso, o tesouro
aumenta. Isso todo pregador autêntico pode experimentar. Enquanto distribui o pão da vida, ele
próprio recebe em abundância. Um bom servo de Deus edifica sobre o que é antigo. A comunidade
de Jesus Cristo é a verdadeira continuação da fé do povo de Israel na revelação. Deus escolheu para
si o povo de Israel, revelou-se e deu as promessas através dele. Agora, porém, todas as promessas
foram cumpridas em Jesus Cristo. Por isso Jesus dá aos discípulos um novo estoque, mas de forma
alguma podem desprezar o estoque antigo, o AT. A grande casa do tesouro da verdade é a palavra de
Deus do Antigo e Novo Testamentos. Sem o NT, o AT não está completo. O sangue, derramado
durante os sacrifícios no culto judaico, apontava para o sangue do grande cordeiro sacrificial, Jesus.
Este, tal como foi ilustrado pelo serviço cultual e revelado pelos profetas, constitui o “tesouro” do AT.
Jesus, com sua vida, morte e ressurreição, revelado pelo Espírito Santo, constitui também o “tesour o”
do NT. Nosso Salvador, portanto, é  ambos os testamentos, o AT e o NT. E cabe aos discípulos anunciar
esse evangelho em sua plenitude.

Fonte: Mateus - Comentário Esperança

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar! Volte sempre!