Pessoas que gostam deste blog

67 Em busca da ovelhinha perdida, Mt 18.12-14

Em busca da ovelhinha perdida, Mt 18.12-14
(Lc 15.4-7)

12-14 Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não deixará ele nos montes as noventa e nove, indo procurar a que se extraviou? E, se porventura a encontra, em verdade vos digo que maior prazer sentirá por causa desta do que pelas noventa e nove que não se extraviaram. Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos.
A tarefa dos discípulos e, em decorrência, da comunidade não é apenas cuidar dos pequenos e
fracos; a tarefa muito maior dos discípulos e, por isso, o desafio e compromisso da comunidade é
também de irem em busca dos que se perderam e desgarraram, a fim de trazê -los de volta. Devem
agir assim como o próprio Senhor age em relação àqueles. No reino de Deus não existe ninguém
pequeno que não estivesse entregue à fiel direção e proteção do Pastor.
Pelo exemplo de nossos animais, cujo bem-estar nos traz lucro e cuja perda nos traz prejuízo, nós,
pessoas duras e sem amor, precisamos aprender o que significa nos amarmos uns aos outros, e que é
pecado desprezar os fracos e pequenos. Quem ama se lembra dos pequenos e se dedica
especialmente aos desgarrados e doentes.
Nosso Pai nos céus não quer que nenhuma sequer de suas criaturas humanas fracas e desgarradas
se perca. Por isso nós também não as devemos desprezar ou menosprezar, mas estar ao lado delas
com amor e dedicação especiais.
Conseqüentemente, vigoram na comunidade de Jesus critérios e diretrizes bem novos, que são
totalmente diferentes das medidas e diretrizes do mundo. Os discípulos gravaram isso muito bem.
Suas cartas o demonstram. Por exemplo, Paulo diz em Rm 12.2: “Não se adaptem ao esquema deste
mundo”.
O sentido da parábola da ovelhinha perdida aqui em Mateus é diferente de Lc 15. Lá o Senhor
quer descrever o amor do Pai que nos procura, que não mede esforços até que tenha encontrado o
perdido.
No texto atual, além de retratar o amor de Deus que nos procura, o Senhor tem o especial interesse
em mostrar como cada um é considerado uma pessoa valiosa por parte de Deus. Cada um é tão
precioso para Deus como uma ovelhinha perdida para o bom pastor. O amor do Pai que nos
considera preciosos constitui critério e diretriz para os membros de sua comunidade.

Fonte: Mateus - Comentário Esperança

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar! Volte sempre!