Pessoas que gostam deste blog

Lição 07 - A ordenança do batismo em águas

Lição 07 – 12 de Novembro de 2017 – Editora BETEL

A ordenança do batismo em águas

SLIDES VISUALIZAR / BAIXAR


HINOS SUGERIDOS
Hino 18


Hino 111


Hino 114

Inscrevam-se em nosso canal no Youtube! Já são 127 Hinos da Harpa publicados para glória do Senhor! Prestigiem esse projeto cristão! Basta clicar no ícone ao lado ou em qualquer hino acima!

VÍDEO 1


VÍDEO 2


VÍDEO 3


VÍDEO 4


VÍDEO 5



Deus e o batismo nas águas
Nos evangelhos sinóticos, o batismo de Jesus marca o início de Seu ministério messiânico e de uma nova era do Espírito. O céu se abrindo, a descida de uma pomba e a confirmação da voz celestial é o ponto alto da plena revelação do batismo. Jesus foi ungido pelo Espírito de Deus como o Messias e o Servo do Senhor descrito muito tempo antes pelo profeta Isaías (Is 11.2; 42.1; 61.1).
A Igreja observa duas importantes ordenanças: A Santa Ceia e o batismo em água. Ao participar da Santa Ceia, o crente relembra a morte de Cristo na cruz; no ato do batismo ele relembra o Seu sepulcro. A Santa Ceia ressalta o perdão, ao passo que o batismo ressalta a separação da vida antiga, portanto, sua morte e separação, ressurreição para uma nova vida.
Algumas igrejas têm a tendência de considerar o perdão sem darem a ênfase necessária à separação do pecado, mediante o poder que habita no crente. Esta tendência se evidencia no costume de aspergir água em crianças pequenas, que não têm consciência da importância do batismo, ao invés de batizar por imersão, adultos ou crianças crentes que atingem a idade da responsabilidade e da razão.
A verdade central da regeneração é que o crente é uma nova criatura, que foi separada do seu passado e introduzida num novo futuro. Paulo disse: “E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (2Co 5.17).
“Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.” (Rm 6.4).
Pedro compara o simbolismo do batismo à ilustração de Noé e do dilúvio. Assim como o dilúvio levou de roldão o passado de Noé, dando-lhe uma nova oportunidade de recomeçar sua vida, o batismo em água é a “figura” da anulação de nosso passado e transição à nova vida, mediante o poder da ressurreição de Cristo.
Pode-se perguntar: - Se o batismo é apenas um ato simbólico por que eu preciso ser batizado? A resposta é que Deus assim ordenou, como meio de demonstrar diante do mundo um rompimento definitivo com a velha vida, e o começo de uma nova vida, espiritual. O batismo não é uma opção para o crente – é um mandamento de Cristo.
“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho, e do Espírito Santo.” (Mt 28.19).
O batismo por si mesmo não resulta em regeneração da alma. É um ato simbólico demonstrando que a regeneração já ocorreu na vida da pessoa. Um homem pode ser salvo sem ter sido batizado, conforme demonstra o ladrão na cruz; mesmo assim, a Bíblia não diz que o crente pode escolher entre ser batizado ou não ser. Claramente afirma que deve ser.
Se, pois, o batismo não é parte integrante da salvação, como explicarmos versículos tais como este:
“Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.” (Mc 16.16).
Em primeiro lugar notamos que este versículo fala da salvação sob dois aspectos: um positivo e um negativo. No aspecto positivo, o batismo é mencionado, mas, quando Marcos escreveu sobre aquilo que causa a condenação, ele não disse: “Quem, porém não crer e não for batizado, será condenado.” Ele simplesmente diz: “... quem, porém, não crer será condenado”.
Sendo, portanto, ordenança do Senhor, o batismo é o ato divisor de águas entre o homem velho e a nova criatura, que nasce com o conhecimento e a consciência da presença de Cristo Jesus em sua vida. A partir desse ato simbólico não deve haver mais correlação entre atitudes pecaminosas do passado e a postura ilibada do novo convertido.
Sabendo que o batismo é simbólico, mas de suma importância para o cristão verdadeiramente convertido em novidade de vida, é necessária uma mudança de hábitos radical e transformadora. As coisas que nos atraíam quando estávamos no mundo não podem mais nos atrair. As velhas manias, vícios, hábitos deletérios, tendências pecaminosas, tudo isso tem que ser extirpado de nossas consciências.
Porém, o velho homem ainda subsiste em nós. Nascemos pecadores, com a natureza de Adão. As tentações e concupiscências vão continuar nos atormentando, afinal, esse é o principal objetivo do inimigo de nossas almas. Temos que, imbuídos de toda a armadura de Deus (Ef 6.11), fortalecermo-nos com a ajuda preciosa do Espírito Santo de Deus, resistindo ao dia mau e observando o ato do batismo para que o nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja glorificado.
Que os irmãos desfrutem de uma semana abençoada, na Paz do Senhor Jesus!

Márcio Celso - Colaborador

Informamos aos irmãos, leitores, usuários e visitantes de nosso blog que, por determinação das nossas lideranças, não estaremos mais disponibilizando o texto integral das lições da Revista da Escola Bíblica Dominical da Editora Betel. Continuaremos, porém, postando toda semana os hinos concernentes a cada lição bem como os comentários, os vídeos e os slides para auxílio dos professores.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Editora Betel 4º Trimestre de 2017, ano 27 nº 105 – Revista da Escola Bíblica Dominical - Jovens e Adultos – Professor – Doutrinas Fundamentais da Igreja de Cristo – Bispo Abner de Cássio Ferreira.
Sociedade Bíblica do Brasil – 2009 – Bíblia Sagrada – João Ferreira de Almeida – Revista e Corrigida.
Sociedade Bíblica do Brasil – 2007 – Bíblia do Obreiro – João Ferreira de Almeida – Revista e Atualizada.
Editora Vida – 2014 - Bíblia Judaica Completa – David H. Stern, Rogério Portella, Celso Eronildes Fernandes.
Editora Vida – 2014 – Bíblia de Estudo Arqueológica – Nova Versão Internacional.
Editora Central Gospel – 2010 - O Novo Comentário Bíblico – Antigo Testamento – Earl D. Radmarcher, Ronald B. Allen e H. Wayne House – Rio de Janeiro.
Editora Central Gospel – 2010 - O Novo Comentário Bíblico – Novo Testamento – Earl D. Radmarcher, Ronald B. Allen e H. Wayne House – Rio de Janeiro.
Editora Vida – 2004 – Comentário Bíblico do Professor – Lawrence Richards.
Editora Central Gospel – 2005 – Manual Bíblico Ryken – Um guia para o entendimento da Bíblia – Leland Ryken, Philip Ryken e James Wilhoit. 

12 comentários:

  1. LAMENTO PROFUDAMENTO TAL DECISÃO POIS NOSSA IGREJA POR NÃO POSSUI RECURSOS USAVA SUAS LIÇÕES PARA DARMOS A ESCOLA BIBLICA PARA NOSSOS MEMBROS MAIS O CAPITALISMO MAIS UM VEZ VOLTA A IMPERAR POIS NÃO TENDO A LIÇÃO PARA BAIXAR TEREMOS QUE COMPRAR AS REVISTAS POREM SEM RECURSOS IREMOS PARAR QUE PENA.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor esteja contigo aqui vc vai encontrar a liçao
      http://ebd-betel.blogspot.com.br/2017/11/licao-07-ordenanca-do-batismo-em-aguas.html

      Excluir
    2. Irmão Eduardo você disse tudo. Isso é coisa do capitalismo (o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males) se pudéssemos cobraríamos pelas aulas também. Oremos por aqueles que continuarão publicando as lições.

      Excluir
  2. Lamentável cada vez mais vemos um meio de afastar os ensinos de Jesus por causa do dinheiro e também o afastamento dos irmão que estão na liderança de Jesus Cristo o interessante é uma vez não postando mais somos obrigados a comprar os livros e não temos recursos pra isso .recebo essa notícias com muita tristeza pois vários irmão não iram mais na EBD

    ResponderExcluir
  3. Mais uma vez o Monopólio Ferreira, capitalista.

    ResponderExcluir
  4. A internet veio para quebrar os monopólios. Segue abaixo um link abençoado que publica a revista. ALELUIA!
    http://adaliahelena.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Isso é muito lamentável... longe esta o ide de Jesus Cristo. Mais importante para eles é capitalizar... Que diferença tem da politica brasileira? Nenhuma não é verdade???? LAMENTÁVEL...

    ResponderExcluir
  6. O texto integral das lições da Revista da E.B.D da Ed. Betel na internet estava me ajudando muito em minhas aulas aos alunos que não tinham adquerido a revista. Com a era da tecnologia e seus avanços a tendencia é evoluir e não regredir. Fico muito indignado com a atitude das lideranças em não exibir o texto integral. A liderança poderia fazer um cadastro no site. Para que não haja fraude ou tipos de situações desagradável.E assim os internautas terem acesso as lições de forma segura e se achegarem mais a Deus. " Ide e pregai o meu evangelho".

    ResponderExcluir
  7. A paz eu não admiro essa atitude pois tudo hoje envolve dinheiro e isso demonstra como pessoas tomam atitudes sem temor pois se eles soubesse como isso vai prejudicar varias pessoas exemplo minha igreja pequena.mais amem essa é minha opinião que Deus tenha misericórdia...

    ResponderExcluir
  8. É estarrecedor a declaração dos idealizadores deste excelente Blog, de que "por determinação das nossas lideranças, não estaremos mais disponibilizando o texto integral das lições".
    Apesar de saber que ordem absurda não se cumpre, penso que os organizadores deste Blog devam ter algum fortíssimo motivo para obedecê-la.
    Aos interessados, informo que nos comentários acima já foram divulgados dois outros links onde o essencial, que é o conteúdo da revista dominical, poderá ser acessado:

    http://ebd-betel.blogspot.com.br/

    http://adaliahelena.blogspot.com.br/2017/09/revista-betel-dominical-4-trimestre-de.html

    ResponderExcluir
  9. Triste essa determinaçao pois tem alunos como um que nos temos aqui em nossa congregaçao ,que por possuir um serio problema de visao ele nao conseguia acompanhar a liçao pela revista por isso usava um tablet qie aumentava as letras

    ResponderExcluir

Obrigado por nos visitar! Volte sempre!