Pessoas que gostam deste blog

Lição 06 - 1º trimestre de 2023 - A autoridade do Servo

Ajude a manter este trabalho voluntário enviando um PIX de qualquer valor, colaborando para a expansão do Reino de Deus!

PIX: marciocelsocarmo@gmail.com/

Tenha em mãos todos os 640 Hinos da Harpa Cristã com letra, cifra, partitura, em PDF, podendo ser aberto em qualquer dispositivo, celular, tablete, notebook e PC: Acesse: https://hotm.art/Zi2eN1

Aprenda a tocar violão gospel, curso voltado para os Hinos da Harpa, oportunidade única para aprender neste instrumento de forma rápida e profissional – Curso completo, acesse: https://hotm.art/d5cAwo

Aprenda a estudar a Bíblia de forma descomplicada, com método e em qualquer lugar que estiver, via celular, tablet ou computador! Acesse esse curso revolucionário para conhecer a Bíblia de capa a capa: https://hotm.art/uUEF0o2

Você sabia que existe um método que te ensina e te ajuda a eliminar até entre 5 a 10 kg em 30 dias? Quer saber como? Acesse: https://hotm.art/liehCrI

Lição 06 – 03 de fevereiro de 2023 – Editora BETEL

A autoridade do Servo

SLIDES / VISUALIZAR / BAIXAR



 

HINOS SUGERIDOS

Hino 154

Hino 282

 

 Hino 491

Sobre a autoridade do Servo

Marcos 4.35-41. Jesus Cristo, o Servo de Deus, é Senhor sobre qualquer situação e Conquistador de qualquer inimigo. Se cremos nele e seguimos suas ordens, não precisamos ter medo. A vitória é o tema principal desta longa seção. Marcos registra quatro milagres realizados por Jesus, e cada um deles anuncia, até mesmo para nós hoje, a derrota do inimigo.

A expressão "Naquele dia" refere-se ao dia em que Jesus proferiu as "parábolas do reino". Havia ensinado a Palavra a seus discípulos, e agora lhes dá uma prova prática para ver quanto aprenderam. Afinal, ouvir a Palavra de Deus deve produzir fé (Romanos 10.17), e a fé sempre deve ser testada. Não basta aprender uma lição ou ser capaz de repetir um ensinamento. Devemos também ser capazes de praticar essa lição pela fé, e esse é um dos motivos pelos quais Deus permite situações difíceis em nossa vida.

Jesus sabia que uma tempestade se aproximava? Com certeza, pois fazia parte da programação de "aulas" daquele dia. Essa experiência ajudaria os discípulos a entender uma lição que nem sabiam que precisavam aprender: é possível confiar em Jesus durante as tempestades da vida. Muita gente acredita que as tempestades só aparecem quando desobedecemos a Deus, mas nem sempre é o caso. Jonas viu-se em meio a uma tempestade por causa de sua desobediência, mas os discípulos passaram pela tempestade por causa de sua obediência

A localização geográfica do mar da Galiléia é propícia ao aparecimento de tempestades repentinas e violentas. A tempestade descrita aqui deve ter sido particularmente violenta, uma vez que foi capaz de deixar até pescadores experientes como os discípulos em pânico. Havia pelo menos três bons motivos para que nenhum deles se sentisse perturbado, apesar de a situação parecer tão ameaçadora.

Em primeiro lugar, tinham a promessa de Jesus de que chegariam ao outro lado (Marcos 4.35). Sempre que o Senhor ordena que se faça algo, também capacita a obedecer, e nada impede que cumpra seus planos. Não prometeu uma viagem fácil, mas sim que chegariam à outra margem.

Em segundo lugar, Jesus estava com eles em pessoa, então por que ter medo? Já haviam visto seu poder demonstrado em vários milagres, de modo que deveriam confiar plenamente que Jesus seria capaz de lidar com aquela situação. Por algum motivo, os discípulos ainda não haviam entendido que Jesus era, de fato, o Senhor de todas as situações.

Por fim, podiam ver que, mesmo em meio à tormenta, Jesus estava absolutamente tranquilo. Esse fato, por si mesmo, deveria tê-los encorajado. Jesus fazia a vontade do Pai e sabia que Deus estava cuidando d’Ele, então aproveitou para dormir. Jonas dormiu durante a tempestade por causa de uma falsa sensação de segurança, apesar de estar fugindo de Deus. Jesus dormiu na tempestade porque sentia-se, verdadeiramente, seguro na vontade de Deus. "Em paz me deito e logo pego no sono, porque, SENHOR, só tu me fazes repousar seguro" (SaImo 4.8).

Quantas vezes, durante as tributações da vida, não nos vemos imitando os discípulos incrédulos e gritando: "Senhor, não te importas que pereçamos?" Claro que ele se importava com preocupação dos Seus discípulos, assim como se importa até hoje com todos os nossos sentimentos, medos e preocupações. Repreendeu a tempestade e, imediatamente, houve grande calmaria. Mas o Senhor não se ateve a acalmar os elementos naturais, pois o maior perigo não era o vento nem as ondas, mas sim a incredulidade do coração dos discípulos.

Os maiores problemas humanos encontram-se dentro de cada um, não nas circunstâncias ao redor. Isso explica por que Jesus os repreendeu ternamente e os chamou de "homens de pequena fé". Haviam visto Jesus ensinar a Palavra e até mesmo realizar milagres, ainda assim, não tinham fé. Esse medo decorrente da incredulidade levou-os a questionar se Jesus, de fato, se importava. Devemos ter cuidado com o "perverso coração de incredulidade" (Hebreus 3.12).

Essa foi apenas uma das muitas lições que Jesus ainda ensinaria a seus discípulos nos arredores do mar da Galiléia, e cada lição revelaria uma verdade nova e maravilhosa sobre o Senhor Jesus. Os discípulos já sabiam que ele tinha autoridade para perdoar pecados, expulsar demônios e realizar curas. Com essa experiência, descobriram que possuía autoridade até mesmo sobre o vento e o mar. Assim, não tinham motivos para temer, pois o Senhor estava sempre no controle de toda situação.

Uma semana abençoada para todos os irmãos, na Paz do Senhor Jesus Cristo!

Márcio Celso

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Editora Betel 1º Trimestre de 2023, ano 33 nº 126 – Revista da Escola Bíblica Dominical - Jovens e Adultos – Professor – Evangelho de Marcos – O Servo e a missão no serviço da obra de Deus – Pr. Abinair Vargas Vieira.

Sociedade Bíblica do Brasil – 2009 – Bíblia Sagrada – João Ferreira de Almeida – Revista e Corrigida.

Sociedade Bíblica do Brasil – 2007 – Bíblia do Obreiro – João Ferreira de Almeida – Revista e Atualizada.

Editora Vida – 2014 - Bíblia Judaica Completa – David H. Stern, Rogério Portella, Celso Eronildes Fernandes.

Editora Vida – 2014 – Bíblia de Estudo Arqueológica – Nova Versão Internacional.

Editora Central Gospel – 2010 - O Novo Comentário Bíblico – Antigo Testamento – Earl D. Radmarcher, Ronald B. Allen e H. Wayne House – Rio de Janeiro.

Editora Central Gospel – 2010 - O Novo Comentário Bíblico – Novo Testamento – Earl D. Radmarcher, Ronald B. Allen e H. Wayne House – Rio de Janeiro.

Editora Vida – 2004 – Comentário Bíblico do Professor – Lawrence Richards.

Editora Central Gospel – 2005 – Manual Bíblico Ryken – Um guia para o entendimento da Bíblia – Leland Ryken, Philip Ryken e James Wilhoit.

Editora CPAD – 2017 – História dos Hebreus – Flávio Josefo.

Editora Vida – 2014 – Manual Bíblico de Halley – Edição revista e ampliada – Nova versão internacional – Henry Hampton Halley – tradução: Gordon Chown.

Editora Mundo Cristão – 2010 – Comentário Bíblico Africano - editor geral Tokunboh Adeyemo.

Editora CPAD – 2010 – Comentário Bíblico Mathew Henry – Tradução: Degmar Ribas Júnior, Marcelo Siqueira Gonçalves, Maria Helena Penteado Aranha, Paulo José Benício.

Editora Mundo Cristão – 2011 - Comentário Bíblico Popular — Antigo e Novo Testamento - William MacDonald - editada com introduções de Art Farstad.

Editora Geográfica – 2007 – Comentário Bíblico Expositivo Wiersbe – Antigo Testamento – Volume 2 – Tradução: Susana E. Klassen.

Editora Geográfica – 2007 – Comentário Bíblico Expositivo Wiersbe – Novo Testamento – Volume 1 – Tradução: Susana E. Klassen.

Obrigado por nos visitar! Volte sempre!