Pessoas que gostam deste blog

Lição 10 - Atitudes coerentes com o pacto firmado


Lição 10 – 09 de dezembro de 2018 – Editora BETEL

Atitudes coerentes com o pacto firmado

SLIDES VISUALIZAR / BAIXAR

HINOS SUGERIDOS
Hino 41

Hino 213

Hino 386

VÍDEO 1

Sobre o pacto firmado
No capítulo 10 de Neemias encontraremos o conteúdo do acordo feito na presença de Deus, assim como os nomes daqueles que assinaram a aliança (Neemias 10:1-29). A tão necessária reforma espiritual deveria ser concluída agora. Então, leram o decreto publicamente, esclareceram as normas a serem seguidas e todos se comprometeram a obedecê-las. Está registrado o nome dos sacerdotes, chefes de famílias, representantes da congregação que assinaram o acordo em nome das casas e famílias de suas respectivas classes. Naquele tempo, usava-se o selo de cera como assinatura de um documento, o qual era pressionado sobre argila macia, e o modelo dele mostrava qual autoridade havia emitido tal registro.
A obediência desses líderes a esse concerto e o exemplo que dariam seria uma influência positiva sobre todo o povo. Neemias, que era o governador, assinou primeiro, para mostrar sua prontidão e presteza nessa obra e para servir de exemplo para os outros. Os que estão na liderança do povo devem se tornar exemplo para os demais, porque eles estão sendo observados por todos o tempo todo.
Ao lado dos levitas, os chefes do povo selaram o concerto por eles e por todo o restante, especialmente aqueles que tinham influência, para que guardassem os mandamentos de Deus.
Seus nomes são registrados aqui, para honrar a memória deles, como homens dispostos e ativos em avivar e esforçar-se em perpetuar a religião em seu país.
Encontramos no pacto firmado com Deus naquele dia, a ratificação de um concerto especial (Ne 9.38; 10.1-29), no qual o povo deveria obedecer no tocante a: não se casar com estrangeiros; manter o sábado e os dias santos livres de atividade comercial; observar o ano sabático; sustentar o templo com toda provisão necessária, oferendas de primícias e primogênitos e entrega dos dízimos.
Isso implicava em grande responsabilidade por parte do povo, que deveria se dispor a aprender e, principalmente, por parte da liderança, dos sacerdotes que tinham a obrigação de ensinar a Palavra Deus constantemente, para que o povo a entendesse, aplicasse o ensino no viver diário e não se desviasse do Senhor.
Esse princípio que lemos em Os 4.6 continua atual em nossos dias. Multidões de pessoas perecem todos os dias por falta do conhecimento de Deus. Muitos por rejeitarem deliberadamente a Palavra, o Evangelho da Salvação, outros por pura negligência em aprender as sagradas escrituras, outras milhares de pessoas congregando nas igrejas evangélicas e vivendo em pecado por falta do verdadeiro conhecimento de Deus e da sua Palavra.
Muitos líderes religiosos e mestres são relapsos quanto ao conhecimento de Deus e transmitem um evangelho falso aos seus seguidores, levando-os a se afastarem cada vez mais do Senhor, por seguirem ensinos estranhos à Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus. Mas, a orientação bíblica para nós hoje é que o estudo da Palavra seja constante em nossas vidas.
Havemos que tomar muito cuidado com falsas doutrinas inseridas sorrateiramente no seio da Igreja do Senhor. São tentativas nem sempre vãs de confundir o povo de Deus e desviá-lo de seus retos caminhos. Estejamos vigilantes quanto a isso pois o princípio que regeu o concerto de Neemias 10 ainda hoje é válido para nossas vidas e nossos ministérios. Obediência e reverência pela Palavra de Deus.
Uma semana abençoada para todos os irmãos, na Paz do Senhor Jesus!
Márcio Celso

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Editora Betel 4º Trimestre de 2018, ano 28 nº 109 – Revista da Escola Bíblica Dominical - Jovens e Adultos – Professor –Neemias – Enfrentando desafios com oração, ação e perseverança – Pastor Adalberto Alves.
Sociedade Bíblica do Brasil – 2009 – Bíblia Sagrada – João Ferreira de Almeida – Revista e Corrigida.
Sociedade Bíblica do Brasil – 2007 – Bíblia do Obreiro – João Ferreira de Almeida – Revista e Atualizada.
Editora Vida – 2014 - Bíblia Judaica Completa – David H. Stern, Rogério Portella, Celso Eronildes Fernandes.
Editora Vida – 2014 – Bíblia de Estudo Arqueológica – Nova Versão Internacional.
Editora Central Gospel – 2010 - O Novo Comentário Bíblico – Antigo Testamento – Earl D. Radmarcher, Ronald B. Allen e H. Wayne House – Rio de Janeiro.
Editora Central Gospel – 2010 - O Novo Comentário Bíblico – Novo Testamento – Earl D. Radmarcher, Ronald B. Allen e H. Wayne House – Rio de Janeiro.
Editora Vida – 2004 – Comentário Bíblico do Professor – Lawrence Richards.
Editora Central Gospel – 2005 – Manual Bíblico Ryken – Um guia para o entendimento da Bíblia – Leland Ryken, Philip Ryken e James Wilhoit.
Editora CPAD – 2017 – História dos Hebreus – Flávio Josefo.
Editora Vida – 2014 – Manual Bíblico de Halley – Edição revista e ampliada – Nova versão internacional – Henry Hampton Halley – tradução: Gordon Chown.


Obrigado por nos visitar! Volte sempre!